A Vida E O Destino

A Vida E O Destino - João Vilarim

Teu olhar perdido horizonte trás estórias pra lhe alimentar
Seu andar sobre pedras e espinhos e a esperança pra lhe acompanhar
Trás no dorso suaves lembranças daquelas festanças amigos dum bar
Tua sina além das montanhas, que sorte tamanha é poder viajar

Vai o trem leva ao longe alguém Que passa depressa em algum lugar
Viajante de terras distantes, Que faz suas pousadas aonde parar
Navegante de espaços distantes Que vão e que vem como ondas do mar
Boiadeiro que leva a boiada Em beira de estrada e um chão pra domar

A distância separando gente, uma história que o tempo contou
Planejar sua vida e o destino, e o futuro que já se formou
Vem o vento e levanta a poeira que os anos marcaram e fizeram passar
Tuas lendas, teus sonhos, teus mitos, os passos passados, caminho a trilhar
 

Voltar
we.digi - agência digital
Copyright © 2018 Todos os direitos reservados: João Vilarim | Ponteio Caipira