Fogueira Em Beira De Estrada

Fogueira Em Beira De Estrada - João Vilarim

Vale a pena recordar que tua voz já não mais me alcança
É tão fácil relembrar que ficou apenas na lembrança
Como as cinzas de uma fogueira que o vento leva para outro lugar
Como lágrimas desperdiçadas que como a chuva volta para o mar

É bem fácil apreciar como vivem os velhos amores
Vale a pena te mostrar que de fato somos bons atores
O galho seco que foi pra fogueira deixou raízes naquele lugar
O vento varre longe nossas cinzas deixou saudade pra nos machucar

Pra morar no escuro, noite sozinha criou o luar
Pra andar no mundo, trago a lembrança do seu doce olhar
Pra morar no escuro, noite sozinha criou o luar
Pra andar no mundo, trago a lembrança do seu doce olhar

Voltar
we.digi - agência digital
Copyright © 2018 Todos os direitos reservados: João Vilarim | Ponteio Caipira