Lírio Branco

Lírio Branco - João Vilarim

Vai menina mergulhar no sono pra cruzar a imensidão
Percorrer por todas as estradas, qualquer caminho, qualquer direção
Põe no sonho uma breve esperança pra livrar-se da solidão

Desabafa em poucas palavras, curta quimera ou mais uma paixão
Na janela brotou o silêncio que a madrugada no final deixou
Um lírio branco enfeita a saudade mais uma noite em que a vida passou

Um sentimento cravado na espera seu olho claro é que desabafou
Trouxe pra noite a tua beleza regou o lírio que desabrochou
O céu cintila longe a alegria de acordar para viver

Percorrer por dentro, os teus carinhos e tuas estradas, dão no padecer
Passou por entre as idas e vindas na despedida pouco amor pra dar
Teu acalanto, teus homens, teu pranto e o teu menino não tarda chegar
 

Voltar
we.digi - agência digital
Copyright © 2018 Todos os direitos reservados: João Vilarim | Ponteio Caipira