Abel E Caim (1972) (LP 01140) - (1972) - Abel e Caim

Para ver a lista de msicas, clique na lista abaixo.

Namoro Por Passa Tempo
Menina eu fiquei sabendo que você quer me conquistar
E vive falando pra todos que comigo vai se casar
Acho graça nas mentiras como pode assim dizer
Que estou apaixonado e gamadinho por você
Eu creio que você já sabe que eu não sou de casamento
Eu posso lhe namorar somente pra passar o tempo
Eu posso lhe namorar somente pra passar o tempo

Mentira tem perna curta por isso logo tem fim
Eu não penso em você e acho bom esquecer de mim
Eu não penso em você e acho bom esquecer de mim

O amor é um sentimento que a gente não pode esconder
Nem sempre traz felicidade, ternura, meiguice e prazer
Você viver inventando por não ser correspondida
Melhor é tornar-se boazinha e não falar de minha vida

Protesto que andas dizendo e a ninguém peço segredo
Aliança com o seu nome não ficará bem no meu dedo
Aliança com o seu nome não ficará bem no meu dedo

Mentira tem perna curta por isso logo tem fim
Eu não penso em você e acho bom esquecer de mim
Eu não penso em você e acho bom esquecer de mim

Eu Vendo Uns Olhos Negros
Eu vendo dois olhos negros pra quem desejar comprar
Olhos negros feiticeiros que só sabem enganar
Olhos negros traiçoeiros por que judiar assim
Tão alegres para outros e tão tristes para mim

Os seus olhares me causam dor
Eu passo as noites em claro suspirando seu amor
Eu passo as noites em claro suspirando seu amor

Vida triste de quem ama e não é correspondida
Cantando vou disfarçando a dor que trago escondida
Os olhos dizem que sim mas a boca diz que não
Não se podem enganar os olhos do coração

Os seus olhares me causam dor
Eu passo as noites em claro suspirando seu amor
Eu passo as noites em claro suspirando seu amor

Barquinho Do Amor
Há milhões de estrelas no céu, há milhões de baruinhos no mar
Há milhões de boêmios na rua contemplando a luz do luar
Há milhões de amantes que imploram um amor tão profundo e sincero
Hã milhões de mulheres no mundo, mas somente você eu venero

Você é para mim as estrelas que no céu vivem sempre a brilhar
Eu serei sempre o teu barquinho navegando entre as ondas do mar
Não existe um amor tão sincero como tal trago em meu coração
Entre todas as mulheres do mundo tu será minha eterna paixão

Flor Gaúcha
Quem escutar este meu xote apaixonado 
Quero pedir que não condene meu defeito
Vocês bem sabem que um gaúcho apaixonado
Por mais que queira nunca faz tudo direito
A gauchita me deixou sem piedade
Uma dor e uma saudade martelando no meu peito

Ai meu xote triste revela a mágoa deste meu peito sofredor
Vai dizer a ela que estou sofrendo, estou morrendo de amor
Ai meu xote triste revela a mágoa deste meu peito sofredor
Vai dizer a ela que estou sofrendo, estou morrendo de amor

Diz o ditado quem canta seu mal espanta
Mas quando eu canto muito mais me desespera
Por que me lembro daquele rosto de santa
Que tem no peito o coração de uma fera
Se me livrar dessa mágoa que castiga 
Talvez ainda consiga ser alegre como eu era

Ai meu xote triste revela a mágoa deste meu peito sofredor
Vai dizer a ela que estou sofrendo, estou morrendo de amor
Ai meu xote triste revela a mágoa deste meu peito sofredor
Vai dizer a ela que estou sofrendo, estou morrendo de amor

O seu desprezo atingiu meu coração
Igual um tiro disparado à queima bucha
Eu vim embora e desertei do meu rincão
Mas a saudade é um laço que me puxa
Deixar meu pago foi um golpe muito rude
Fiz esforço mas não pude esquecer a flor gaúcha

Ai meu xote triste revela a mágoa deste meu peito sofredor
Vai dizer a ela que estou sofrendo, estou morrendo de amor
Ai meu xote triste revela a mágoa deste meu peito sofredor
Vai dizer a ela que estou sofrendo, estou morrendo de amor

Herói Esquecido
Todo sertanejo tem a vida calma é pessoa livre da inveja e orgulho
De simplicidade veste a sua alma longe da cidade de tanto barulho
Vejo emocionado amanhecer o dia que e o roceiro indo para o trabalho
Se estendem no campo paz e harmonia vão se desmanchando gotas de orvalho

A brisa nos traz o perfume das flores por cima da serra vem o sol ardente
Brotando na terra punhado de flores deixando o sertão gostoso e atraente
Só me aborrece a falta de apreço que tanto maltrata o heróis esquecido
Ah se eu pudesse cobraria o preço do alto valor do roceiro querido

Humilde roceiro de modo sereno jamais se levante contra a injustiça
Siga o exemplo do Pai Nazareno que morreu na cruz sem pedir justiça
Tanta produção do nosso alimento só você consegue sertanejo irmão
Situadinho atento para o sofrimento de quem tanto faz por nossa nação

Embora o trabalho do pobre roceiro seja importante para a sociedade
Ninguém quer notar neste brasileiro a enorme força da sua vontade
Herói do sertão alma esquecida com que emoção profunda lhe digo
O maior orgulho que tenho na vida é dizer cantando que sou seu amigo

Arca De Noé
Deus ordenou à Noé que uma arca construísse
E separa-se um casa dos animais que existissem
Deus percebeu que ele era bondoso e obediente
Por isso lhe indicou para ser um dirigente
Da arca determinada pra sua gente salvar
Noé pregou o dilúvio dia e noite sem parar

Ele foi bem dedicado zombado na pregação
Devagar ia chegando o dia da destruição
Noé aprontou a arca a sua porta se abriu
Os animais escolhidos um por um se reuniu
Noé com sua família dentro da arca entrou
Depois de tudo arrumado a grande chuva começou

Iniciando o dilúvio como Deus havia dito
As águas foram aumentando e deixando o povo aflito
A arca subi à tona com rapidez estrondosa
Quarenta dias e noites de chuva tempestuosa
Quando acabou o dilúvio o arco-íris apareceu
Indicando o grandioso e imenso poder de Deus

Logo o sol brilhou no céu e a terra também chegou
Noé e todos seus filhos da arca se retirou
Os animais espalharam pelas campinas afora
Tudo ficou diferente daqueles tempos de outrora
A tempestade varreu todo o mal trazendo a fé
E na Terra só ficou os descendentes de Noé

Laura
Faz muito tempo que não vejo a minha Laura
Meu Deus do céu onde é que ela está
Ela foi embora e sozinho me deixou
Meu Deus do céu eu não posso conformar

Oh Laura, oh Laura, volte pra casa pro meu coração sossegar
Oh Laura, oh Laura, volte pra casa pro meu coração sossegar

Eu não pensava que ela fosse tão maldosa
Meu Deus do céu ela não quer mais voltar
E quando eu olho no meu quarto o seu retrato
Meu Deus do céu dá vontade de chorar

Oh Laura, oh Laura, volte pra casa pro meu coração sossegar
Oh Laura, oh Laura, volte pra casa pro meu coração sossegar

Eu reconheço que o erro só foi meu
Meu Deus do céu quantas vezes pedi perdão
E desde o dia que ela desapareceu
Minha alegria transformou em solidão

Oh Laura, oh Laura, volte pra casa pro meu coração sossegar
Oh Laura, oh Laura, volte pra casa pro meu coração sossegar

Impiedosa
Onde estará quem eu tanto procuro que vivo chamando e ela não vem
Onde será que está nesse momento que ninguém responde onde está meu bem
Será que me ouve no rádio cantando ou será que vive onde o som não alcança
Seja onde for aonde estiveres vê-la novamente é minha esperança

A minha certeza é impiedosa a minha saudade é grande demais
A minha fraqueza é tu somente não sei se nós dois sofremos iguais
Só sei que a amargura é minha somente por fostes tu meu amor primeiro
Talvez é por isso que a procuro tanto e nunca encontro o seu paradeiro

Mas tenho certeza que através dos discos tenho vindo sempre chamando por ti
Quando eu canto a saudade aumenta sinto no rosto meu pranto cair
Se vives com outro que não te adora se você também deste alguém não gostar
Nem que for preciso enfrentar uma guerra escreva querida que eu vou te buscar

Intrigas De Amor
Falaram tanto de mim pro meu benzinho
Ela foi embora e nem se quer me disse adeus
Nunca pensei em magoar seu coração
Infelizmente a menina me esqueceu

Seu eu soubesse quem é esse engraçadinho
Que não trabalha vive a transmitir recado
Queria dar-lhe uma lição para aprender
Não implicar com os casais de namorados

Em qualquer canto deste mundo que ela esteja
Se alguém a ver dê à ela este recado
Sou inocente sempre amei e ainda a amo
E aqui vive um coração amargurado

Seu eu soubesse quem é esse engraçadinho
Que não trabalha vive a transmitir recado
Queria dar-lhe uma lição para aprender
Não implicar com os casais de namorados

Intruso
A noite que eu não voltar é por que vou me afastar dos braços teus
Vou sair do seu caminho eu não quero os carinhos que não são meus
Não quero mais teus beijos porque sei que teu desejo pertencem a outro alguém
Sei que não sou teu amado sei que vive ao meu lado mas não me quer bem

Viver contigo eu recoso pois estou sendo intruso os teus modos me convencem
Em tua vida eu sou demais os carinhos que a mim faz é a outro que pertencem
Ser palhaço da comédia pra evitar uma tragédia eu não quero este papel
Pra depois não ser apontado como homem enganado por quem já foi fiel

Milagre De São Judas Tadeu
Oh meu São Judas, vim aqui para pedir a sua ajuda
Tenho apenas vinte anos vim do interior para a capital
Para arranjar uma colocação e até agora nada consegui
O dinheiro acabou não sei onde dormir esta noite
Faça com que eu consiga um lugar para trabalhar
Que o primeiro dinheiro que eu receber, prometo
Comprar um maço de velas e trazê-lo para o senhor
Pai, Filho, Espírito Santo, amém

Cheia de fé e esperança foi ao altar e rezou
Depois de tanto pedir os pés do santo beijo
Com os olhos rasos d’água na igreja se retirou
E ao descer as escadas um moço lhe perguntou

- A senhorita está procurando emprego?
- Sim estou...
- Então a senhorita vai até a segunda eqüina
Vire a direita na segunda casa número 604,
Estão precisando de empregada
- Obrigada meu senhor, São Judas Tadeu que lhe proteja.
- Boa sorte senhorita.

Toda cheia de esperança assim ela agradeceu
Lembrando em seu pedido quem fez a São Judas Tadeu
Cheia de agradecimento as mãos para o céu ergueu
Dirigiu-se ao endereço e lá na porta bateu

- A senhorita deseja alguma coisa?
- O moço ali na igreja me disse que a senhora estava precisando de empregada.
E eu preciso de emprego.
Precisar eu preciso, mas estou achando engraçado...
Eu não disse à ninguém... como foi que esse moço ficou sabendo?
Bem, não faz mal, vamos entrar e tratar do assunto

Dentro da casa de luxo onde ia trabalhar
Parou no meio da sala para a riqueza admirar
Foi tão grande o seu espanto quando ela observou
O retrato na parede na parede do moço que lhe ajudou

Minha senhora, o moço que me disse que a senhora
Precisava de empregada é este aí na fotografia...
Você tem certeza? 
Tenho é ele mesmo!
Não, não pode ser! Mas fazem oito anos que ele morreu...
Morreu!? 
Sim...
Então foi um milagre, um milagre de São Judas Tadeu
Obrigada São Judas, obrigada Meu senhor.

Filho Inocente
Fui padrinho de batismo do garotinho Dirceu
Tinha dois anos de idade quando seu pai faleceu
Sua mãe ficando sozinha não pôde o filho criar
Deu para uma família foi pra bem longe morar

Vinte anos se passaram nesta cidade chegou
Um viajante lá do Rio coma Lídia se encontrou
Era caixa de uma loja quando o viajante entrou
Pediu ela em casamento e a Lídia não aceitou

Você ainda é tão moço e eu sou uma viúva de idade
Não quero te ver enganado perdendo sua mocidade
Quem ama nunca se engana esta é a pura verdade
Pra viver sem teus carinhos não terei felicidade

O Dirceu insistiu tanto forçando a Lídia aceitar
Marcaram o casamento e o nome então foram dar
O Dirceu deu o seu nome do seu pai já falecido
O nome dos seus avós do lugar que foi nascido

A Lídia caiu de joelhos pra Deus pedindo perdão, ai, ai, ai
Ta suspenso o casamento você vai saber a razão, ai, ai, ai

Dirceu tem por toda vida meus carinhos e meus agrados
Família que te criou foram seus tios meus cunhados
Teus avós foram meus pais o teu pai foi meu marido
Teus padrinhos é meus compadres você é meu filho querido

Msicas do lbum Abel E Caim (1972) (LP 01140) - (1972)

Nome Compositor Ritmo
Namoro Por Passa Tempo Léo Canhoto / Dino Franco Ritmo Jovem
Eu Vendo Uns Olhos Negros Osvaldo Silva - Versão: Ariovaldo Pires Carrilhão
Barquinho Do Amor João Valente / Abel Valsa
Flor Gaúcha Dino Franco / Zico Xote
Herói Esquecido Tupi / Belmar Rasqueado
Arca De Noé Martins Netto Cururú
Laura Gonçalo / João Valente Corrido
Impiedosa Zé Da Praia Guarânia
Intrigas De Amor Flor Da Serra Rumba
Intruso Tuta Rasqueado
Milagre De São Judas Tadeu Nenete / Tapuã Toada
Filho Inocente Juca Marrueiro / Ferreirinha Moda De Viola
Compartilhe essa pgina
Aprenda a tocar viola, acesse Apostila de Viola Caipira Material de qualidade produzido por Joo Vilarim