Nos Pés Da Mulher Que Amo - (2014) - João Mulato e Douradinho

Na Boca Do Povo
Você é meu anjo adorado e me faz agrado e me cobre de beijos
Fica triste se não apareço e também me entristeço quando eu não te vejo
Pensando em você meu benzinho converso sozinho sem me perceber
Nas garras da paixão sem fim esqueço até de mim pra pensar em você

Mas a inveja veio logo cedo e pôs nosso segredo na boca do povo
Nosso sonhos querem destruir mas não vão conseguir nem nascendo de novo
Pra dar nó na linga dessa gente nosso amor cresce cada vez mais
Você é minha ilusão bendita paixão infinita que ninguém desfaz

Nós vivemos em lua de mel juntinhos pelos céu da nossa aventura
No chão, na rede ou na cama a gente se ama com toda ternura
Mas não nego que tenho ciúme até do perfume que seu corpo tem
Por isso nosso amor perfeito já tranquei no peito e cuido muito bem 

Mas a inveja veio logo cedo e pôs nosso segredo na boca do povo
Nosso sonhos querem destruir mas não vão conseguir nem nascendo de novo
Pra dar nó na linga dessa gente nosso amor cresce cada vez mais
Você é minha ilusão bendita paixão infinita que ninguém desfaz

Não Nasci Pra Quebrar Galho
Fazendo letra assim vivo bem não me atrapalho
Eu sou a carta maior do coringa do baralho
Meus arranjos eu mesmo crio no braço da viola espalho
Quando a voz sai do peito cai manga verde do galho

Não sou exibicionista levo a sério meu trabalho
O que eu crio tem proveito não sou de cortar atalho
Tem uns fazendo firula trocam alho por bugalhos
Querendo enganar o povo com um jeito muito falho

Pedra cai cedo da rocha derruba pingo de orvalho
Onde passa sai pedaço tira fogo no cascalho
Coração que magoou tá cortado igual retalho
Mulher que menosprezou tá por baixo do assoalho

Para mim ser o que sou tem que ter muito ensaio
Quem quer ser alguém na vida pula cedo e dá o malho
Depois que eu ganho a sela do cavalo eu não caio
Vim aqui pera ser o cara não nasci pra quebrar galho

Não Vivo sdem Ela 
Amor que bom que voltou já lhe esperava
Com você distante de mim eu só vegetava
Eu voltei e te peço mil desculpas 
Fui embora sem dar chances pra você
Como existe muito amor entre nós dois
Voltei a tempo para não deixar morrer

O que aconteceu com a gente fui uma surra para aprender
Está provado que não vive sem mim porque também não vivo sem você

Mensageiro Do Amor

Eu estou de passagem não sou dessas paragens
Eu estou de passagem não sou dessas paragens

Da licença minha gente eu agora estou partindo
Tem alguém que vai chorar embora esteja sorrindo
Lá na frente eu também choro porque muito estou sentindo

Eu estou de passagem não sou dessas paragens
Eu estou de passagem não sou dessas paragens

Quantos corações sofrendo querendo ter liberdade
Coração que muito ama nunca amou de verdade
Coração que muito amou comigo sente saudade

Eu estou de passagem não sou dessas paragens
Eu estou de passagem não sou dessas paragens

Sou mensageiro do amor vou levando alegria
Vou deixar paz e amor onde existe hipocrisia
Eu fecho a porta da noite e abro a porta do dia

Nos Pés Da Mulher Que Amo
Leva eu, joga eu nos pés da mulher que amo
Ela é tudo em minha vida que seu nome chamo
Faz pra mim só me dizia o que puder
Não aguento a saudade dessa mulher

Ela está em meu coração dentro do peito
E não consigo tirar se não tem jeito
Essa paixão faz em mim um desconserto
É a mulher que não consigo ver defeito

Leva eu, joga eu nos pés da mulher que amo
Ela é tudo em minha vida que seu nome chamo
Faz pra mim só me dizia o que puder
Não aguento a saudade dessa mulher

Como posso esquecer seus beijos gostosos
Estou pedindo pra ela e o mundo socorro
Uma chance, começar tudo de novo
Volte amor volte pra mim se não eu morro

Leva eu, joga eu nos pés da mulher que amo
Ela é tudo em minha vida que seu nome chamo
Faz pra mim só me dizia o que puder
Não aguento a saudade dessa mulher

Passe O Tempo Que Passar
Pra deixar de amar alguém primeiro tem que esquecer
Um alguém que amo tanto só esqueço quando morrer
Enquanto Deus nos der vida ela um dia há de saber
O que fiz por nosso amor não queria te perder
Outros com falsas promessas transformou seu proceder

Quando eu a conheci era mãe adolescente
Meu coração bateu forte ao ficarmos frente a frente
Ela estava casada, mas não me saiu da mente
Respeitei seu casamento preferi ficar carente
Ela nunca imagino que lhe amava loucamente

Aquela mulher honesta que nunca deixei de amar 
Esperei quatorze anos pra meu sonho realizar
Mas depois tudo mudou quando ela aprendeu voar
Dali por diante eu vi o meu mundo desabar
Conheceu um outro alguém já senti me desprezar

Quem não ama não espera vejam que não pé brinquedo
Ela foi quatorze anos minha vida, meu segredo
E depois tive nas mãos mais fugiu pro vãos dos dedos
O que demorou chegar foi embora muito cedo
Um mar de rosas tão lindo foi pro espaço num torpedo

O meu pensamento vai aonde que ela está
Ficaram marcas profundas e não tem como apagar
Pra te ver com outro alguém eu sofro só em pensar
Ela é a sombra que carrego não tem como desgarrar
Dela não vou esquecer passe o tempo que passar

Porque Mudar
Porque mudar se você é que eu quero
Se nos teus braços descobri o amor sincero
Você é tudo que acalmou o meu juízo

Com você reencontrei felicidade
Fez esquecer alguém que eu tinha saudade
Saí das cinzas pra viver no paraíso

Porque mudar se é você que me conduz
Com sua alma e os seus raios de luz
Então porque mudar 

É do seu lado que eu voltei crescer
Até agora você só não fez chover 
Ao me tirar de uma pesada cruz

Também provou quanto que me ama
Não pé mais uma fingida em minha cama
Em tudo que toca produz
Você só não é Jesus

Escravo Do Chicote
Meu bem me deixou aqui eu fiquei triste chorando
Infelizmente a saudade aos poucos está me matando
Uma dor desesperada não estava nos meus planos
Diz quem ama um dia volta vou ficar te esperando
Amor sem você aqui é triste o que estou passando

O desprezo é doído machuca de causar dano
Não sei por onde ela anda é o que está me incomodando
Os caminhos que passava ela está evitando
Deve ter mudado a rota pra que não se encontramos
Quanto mais tu me despreza o dobro estou te amando

Uns para felicidade pouco estão se importando
Não é sempre que ela bate na porta nos procurando
Desfazer de quem te ama é castigo aproximando
Sou escravo do chicote na mão dela me surrando
E a tal felicidade cada vez se afastando

Nosso amor é uma cratera que só vai se afundando
Me deixou uma sequela que vive me torturando
Passou pela minha vida como vento minuano
Que só soube te levar nunca mais te retornando 
Eu fiquei com a saudade pra sempre me acompanhado

De Quem Ainda Você É
Eu lhe conheci e sei muito bem da sua vida
Foi mulher honesta tinha esposo, filha e um lar
Os anos passaram as coisas mudaram veio separar
Eu lhe procurei antes de outro se aproximar

Foi com muito amor no seu coração fechei a saídas
Levantei seu astral com muita moral lhe ofereci guarida
Ficamos juntos por você vim me apaixonar
Ave que foi presa o sonho um dia é poder voar

Depois de mim em muitos ninhos eu te vi pousar
Muitas aventuras nunca mais na vida veio se acertar
Foram tantos homens prova para mim se você quiser
Será que lembra de quem ainda você é

O Vento Que Venta Aqui É O Mesmo Que Venta Lá
Passa o bife na farinha e já põe pra fritar
Nem bem amanhece o dia eu começo a trabalhar
O ferrão de marimbondo eu cansei de mastigar
Quem quer ser alguém na vida tem que cedo levantar

No torneio de poesia não aprendi guerrear
A estrada da humildade eu gosto de caminhar
Mas se me tirar do sério eu também sei atacar
O vento que venta aqui é o mesmo que venta lá

Um filho longe dos pais tem que aprender se virar
Quando perde a regalia e vê o cinto apertar
O soldado só é bom se ele souber rastejar
Água bate na cintura a gente aprende a nadar

No torneio de poesia não aprendi guerrear
A estrada da humildade eu gosto de caminhar
Mas se me tirar do sério eu também sei atacar
O vento que venta aqui é o mesmo que venta lá

Alô Goiás
Alô Goiás, chão goiano tá bombando
Alô Goiás, chão goiano tá bombando
Pra sacudir a poeira mulherada to chegando
Pra sacudir a poeira mulherada to chegando

To chegando animado pra uma festa em Catalão
No meio dos pingaiada nós só vai cantar modão
Vou passar em Bela Vista cantar é o destino meu
Goiás tem beleza rara depois vou pra Itumbiara terra que pedi à Deus

Alô Goiás, chão goiano tá bombando
Alô Goiás, chão goiano tá bombando
Pra sacudir a poeira mulherada to chegando
Pra sacudir a poeira mulherada to chegando

A galera anima de Rio Verde e Jataí
O batidão sertanejo tá chegando por aí
Mulherada da manguaça  vai ter pinga no bambu
Depois nosso batidão vai pra outra região Seres e Porangatu 

Alô Goiás, chão goiano tá bombando
Alô Goiás, chão goiano tá bombando
Pra sacudir a poeira mulherada to chegando
Pra sacudir a poeira mulherada to chegando

Todo estado de Goiás vai entrar nesse feitiço
No batidão sertanejo nós dispensa compromisso
O Brasil tem que saber a verdade não amarga
Que coisa sensacional Goiânia é a capital de mulher da anca larga

Juba De Leão
Sou um quase justo lutando de unhas e dentes
Para desviar dos açoites de um vendaval
A serpente traiçoeira que traz o guizo
Já está jogando o bote sem dar sinal

É muito cacique pra pouco índio 
É muito fuxico pra redação 
É muito real pra pouco talento 
Por a mão na taça de campeão

Pra fechar a rota do meu sucesso
Onde não tem pedra tem erosão
Onde não tem onça tem ser humano
Que só falta juba pra ser leão

Tem Judas Iscariotes no meu caminho
Rimadores de poema do meu sertão
Quem trocou a nobre reta da liberdade
Pelo rumo tortuoso da ingratidão

É um desacerto que dói no peito
Ver alguns colegas de profissão
Batendo martelo no meu processo
Me sentenciando sem ter razão

Pra fechar a rota do meu sucesso
Onde não tem pedra tem erosão
Onde não tem onça tem ser humano
Que só falta juba pra ser leão

Os guerreiros da inveja e de olho gordo
Tão querendo derrubar o meu galardão
O cheiro do holocausto foi o motivo
Da ira que fez Caim matar o irmão

Essa ira que gerou o primeiro crime
Analisei e tirei essa conclusão
O talento não germina felicidade
No terreno cultivado por ambição 

Pra fechar a rota do meu sucesso
Onde não tem pedra tem erosão
Onde não tem onça tem ser humano
Que só falta juba pra ser leão

A Minha Outra Paixão
Uma das coisas que eu gosto é festa do peão
Lugar de mulher bonita cowboy caindo no chão
Lá nós tomamos cerveja também curtimos modão
Abrimos o porta malas pra estremecer o tampão

Te descobri no rodeio lá bem no meio do povo
De bota e cinturão e na cabeça um chapéu novo
Os seus cabelos compridos aumentou minha paixão
Blusa curta na cintura aquele beleza pura prendeu meu coração

Rodeio hoje pé tudo a grande sensação
Aonde a galera vibra sentindo forte emoção
No rodeio conheci a minha outra paixão
Uma mulher companheira pra ir em festa do peão

Te descobri no rodeio lá bem no meio do povo
De bota e cinturão e na cabeça um chapéu novo
Os seus cabelos compridos aumentou minha paixão
Blusa curta na cintura aquele beleza pura prendeu meu coração

Fiquei Sem Ela 
Quem foi que disse que é fácil levantar levando um tombo de alguém que tanto amo
Quem foi que disso que é fácil caminhar sozinho e o coração em chama
Quem foi que disse que é fácil ir dormir ver um vazio ao lado da sua cama
Quem foi que disso que ela vai voltar pra mim a qualquer hora nesse final de semana

Se hoje vivo no abandono amargurado perdi o tempo não desgarrei do passado
Doei a vida pra um alguém que tanto amo que fiz de tudo e não fui recompensado
Um grande amor sempre deixa uma sequela a minha vida é só página amarela
Fiz o possível e o impossível pra ela fica fiz o que fiz e no fim fiquei sem ela

É Culpa De Pai E Mãe
Da cabeça do poeta é só verdade que sai
Metade da juventude nem com reza já não vai
Parece fruta madura balançou do galho cai
E parte da vida errante é culpa de mãe e pai

Se desse a educação que tinha há tempos atrás
Filhos não fariam hoje os graves erros que fazem
Pra poder sair de casa só com a permissão dos pais
Se não voltassem na hora um mês não saia mais

A escuridão vem chegando sufocando a luz do dia
Muitos perdem a vergonha e por pouca porcaria
Quem mantem a honestidade passa aperto sem quantia
Que saudade do passado foi feliz e não sabia

A solução para as drogas ninguém está encontrando
O traficante enriquece morre quem está usando
Deitado pelas calçadas vejo gente se acabando
É assim no mundo inteiro e a cada dia aumentando

Esse é o mundo moderno de opiniões desiguais
Quem tem o poder na mão é incompetente demais
Corrupção não acaba tem muita gente por trás
Isso aqui virou um inferno que manda pé o satanás 

Não estou Pra Você
Não dá mais nosso caso me trouxe revolta
Você fica neste bate e volta de braços em braços pra lá e pra cá
Chega das tristezas que você me dá não tenho mais lágrimas pra chorar
Por quem não me ama e só quis brincar

Hoje tenho vergonha na cara você não é mais a joia rara
Alto preço tive que pagar
Você estipulava a quantia pra estar com a mulher que eu queria
Humilhação tive que aguentar

Até que enfim eu mudei o meu jeito de ser
De apanhar e de muito sofrer pra um lado tive que mudar
Escolhi justo o lado de te esquecer 
Se um dia quiser me ver peço pra alguém falar que não estou pra você

Músicas do álbum Nos Pés Da Mulher Que Amo - (2014)

Nome Compositor Ritmo
Na Boca Do Povo Praense / Jetro Durval Balanço
Não Nasci Pra Quebrar Galho João Mulato / João Pereira Pagode
Não Vivo Sem Ela João Mulato / Silvano Ramos Balanço
Mensageiro Do Amor Zé Matão / Tião Carreiro Corta Jaca
Nos Pés Da Mulher Que Amo João Mulato Balanço
Passe O Tempo Que Passar João Mulato / Praense Corta Jaca
Porque Mudar João Mulato / Katia Mara Balanço
Escravo Do Chicote João Mulato / Tocantins Pagode
De Quem Ainda Você É João Mulato Guarânia
O Vento Que Venta Aqui É O Mesmo Que Venta Lá João Carvalho / Vanice Carvalho / Tião Do Pinho Pagode
Alô Goiás Donizete Santos Batidão
Juba De Leão José Calixto Rodrigues / João Mulato Pagode
A Minha Outra Paixão João Mulato / Compadre Boracéia Balanço Country
Fiquei Sem Ela João Mulato / Dani Leôncio De Melo / Gil Fairmer Balanço
É Culpa De Pai E Mãe João Mulato / Jesus Belmiro Cururu
Não estou Pra Você João Mulato / Tião De Ouro Rancheira
Compartilhe essa página
Aprenda a tocar viola, acesse Apostila de Viola Caipira Material de qualidade produzido por João Vilarim