Atravessando Gera√ß√Ķes (MJR 029) - (2008) - Milion√°rio e Jos√© Rico

Vontade Dividida
Eu queria ter você no meu caminho
Acordar, sentir que n√£o estou sozinho, neste quarto
Inventar um paraíso pra nós dois
E falar do sonho lindo que ficou depois, do nosso amor

Apesar do meu silêncio quase não dizer
Eu me sinto um passarinho sem poder voar
Eu preciso urgentemente me reconstruir, neste seu olhar
Eu preciso da verdade pra viver a vida
Despedida n√£o vou mais chorar
O que quero é sentimento, força e coração quando te encontrar

Deixa essa vontade dividida quero est√° na tua vida
Caminhar o teu caminho
Trago essa verdade quase louca libertar num beijo a boca
Quando o sol amanhecer

Solid√£o
Alguém me falou que você me enganou
Eu n√£o posso acreditar
Eu preciso saber se foi mesmo você
Que mandou me avisar

Eu preciso partir sei que n√£o vou resistir
Essa solidão do amor para o meu coração
Eu preciso partir sei que n√£o vou resistir
Essa solidão do amor para o meu coração

O √öltimo Julgamento
Senta aqui neste banco, pertinho de mim, vamos conversar
Será que você tem coragem de olhar nos meus olhos e me encarar?
Agora chegou sua hora chegou sua vez você vai pagar
Eu sou a própria verdade, chegou o momento eu vou te julgar

Pedi pra você não matar nem para roubar, roubou e matou
Pedi pra você agasalhar a quem tem frio, você não agasalhou
Pedi para não levantar falso testemunho, você levantou
A vida de muitos coitados você destruiu, você arrasou

Meu Pai te deu inteligência para salvar vidas, você não salvou
Em vez de curar os enfermos, armas nucleares você fabricou
Usando sua capacidade, você destruiu, você se condenou
A sua gan√Ęncia foi tanta que a voc√™ mesmo voc√™ exterminou

O avião que você inventou foi para levar a paz e a esperança
Não pra matar seu irmão nem para jogar bombas nas minhas crianças
Foi você quem causou essa guerra, destruiu a terra de seus ancestrais
Você é chamado de homem mas é o pior dos animais

Agora que está acabado pra sempre vou ver se você é culpado ou inocente
Você é um monstro covarde e profano é um grão de areia frente ao oceano
Seu ouro falou alto, você tudo comprou pisou nos Mandamentos que a Lei Santa ensinou
A mim você não compra com o dinheiro seu eu sou Jesus Cristo, o filho de Deus

Majestade, A Mulher
Acordou o meu sorriso adormecido
Trouxe um brilho diferente ao meu olhar
Fez meu mundo acontecer mais colorido
Coisas que só a mulher nos faz enxergar

Para ser um grande homem tem que ter
A Majestade da grande mulher
Hoje eu quero, na canção, agradecer, mais uma vez
Todo bem que nessa vida você já me fez

Olha aqui, minha mulher eternamente meu amor.
N√£o me canso, grito ao mundo quantas vezes eu puder
que o maior brilho de um homem est√° na luz de uma mulher!

Tristreza
Tristeza por que você não vai embora
E faz esta saudade te acompanhar
Tristeza porque você não vai agora
Mande a felicidade em seu lugar

Tristeza vai pra l√°
Saudade vai também
Vem felicidade traz de volta o meu bem

Decida
Sente aqui comigo no sofá 
E vamos conversar é hora de abrir o jogo
Nosso amor está indo água a baixo 
Se deixar vira relacho, temporal apaga o fogo

Porque você não olha nos meus olhos
Seu beijo n√£o tem o mesmo sabor
O seu carinho n√£o me faz durmir
Nem sua quando a gente faz amor

Você só vai tomar banho sozinha
Na hora do Jantar me diz que já comeu 
Não vê novelas e nem liga o som 
Diz que não tem nada bom, que satisfaça o ego seu

Você se esqueceu, que dentro desta casa eu existo
Que em oitenta e dois casou comigo 
Por isso exijo uma explicação
Se sou eu que te incomoda 
Pra te fazer feliz fiz o que pude
Mas o incomodado é que se mude
Você quem vai tomar a decisão

Decida, se vai embora ou ficar comigo
Se vai me respeitar como marido
Pois desse jeito n√£o estou aguentando

Decida, ou pare de uma vez com esse delirio 
Talvez você precise usar colirío
Pra enxergar o quanto ainda te amo

O dia da vitória
Hoje é o dia da vitória hoje é o dia da alegria
Quando ela foi embora eu disse
O que faço agora com a minha agonia

Hoje é o dia da vitória tá do jeito que eu queria
Hoje ela triste chora t√° sofrendo e me implora
Olha só o que eu ouvia

Eu t√ī com dor de cabe√ßa por favor n√£o me aborre√ßa
T√° na hora da novela
Nosso filho est√° chorando, todo mundo est√° olhando
Não me toque não me rela 
Hoje eu t√ī com muito sono Voc√™ n√£o √© o meu dono
Deixa eu ficar na minha

E assim fui me afastando
Pouco a pouco te deixando
Cada dia mais sozinha

Achei um novo amor
Prar curar a minha dor
Pra mim fazer sentir o homem que eu sou
Achei um novo amor
N√£o quero nem lembrar,
De quem me fez sofrer e quem me fez chorar.

De longe também se ama / de amor para quem te ama
Quem tem seu amor distante que gosto que pode ter
Quanto mais o tempo passa mais tem vontade de ver
Eu moro aqui t√£o longe, longe do meu bem querer
A saudade me maltrata a dist√Ęncia faz sofrer

Se eu pudesse voar onde eu ia pousar
Nos braços do meu amor com quem eu vou me casar
Depois de nós dois casados ninguém vai nos separar
Nós vamos viver felizes até a morte nos levar

Meu bem acredite em mim n√£o deixe este amor morrer
A nossa felicidade só depende de querer
As intrigas que há entre nós é um delírio de um amor inocente
Que faz nascer o ci√ļme, ci√ļme faz mal pr√° gente

A falta dos seus carinhos o meu coração reclama
Quero viver sorrindo dê amor para quem te ama

A Carta
Estou escrevendo esta carta meio aos prantos
Ando meio pelos cantos pois nao encontrei coragem
De encarar o teu olhar
Est√° fazendo algum tempo que uma coisa aqui por dentro
Despertou e é tão forte que eu nao pude te contar

Quando voce ler eu vou estar bem longe
Não me julgue tao covarde só nao quiz te ver chorar
Perd√£o amiga s√£o coisas que acontecem
De um beijo nos meninos pois eu nao vou mais voltar

Como eu poderia dar a ela esta carta
Como eu vou deixar pra sempre aquela casa
Se eu ja sou feliz se eu ja tenho amor
Se eu ja vivo em paz
E por isso decidi que eu vou ficar com ela
A minha passagem por favor cancela
V√° sozinha n√£o vou mais

Quando cheguei no portao da minha casa
Como se eu tivesse asas me senti igual criança
Deu vontade de voar
Quase entrei pela janela minha esposa ali tao bela
Dei um forte e longo abraço e começei a chorar

E com as l√°grimas as palavras vinham
E rolavam como pedras e ela só a me escutar
Ao enxugar minhas l√°grimas com beijos
Revelou que ja sabia, mas iria perdoar

Como eu poderia dar a ela esta carta
Como eu vou deixar pra sempre aquela casa
Se eu ja sou feliz se eu ja tenho amor
Se eu ja vivo em paz
E por isso decidi que eu vou ficar com ela
A minha passagem por favor cancela
V√° sozinha n√£o vou mais

Anjo Loiro
Na casa que o meu bem mora ao lado do seu port√£o
Eu escrevi o meu nome dentro de um coração
Expressei meus sentimentos a que passa por aqui
Vai saber que j√° tem dono o amor que mora ali

√Č um anjo loiro dos cabelos cacheados
Um metro e setenta e cinco meu pedaço de pecado
√Č uma paix√£o que rasga o peito pelo avesso
Trinta e cinco de cintura cem por cento que eu conheço

Ai, esse amor me mata
A saudade dói, solidão corrói a paixão maltrata
Ai, entrou no meu peito
Feito um passarinho, fez o seu ninho
N√£o tem mais jeito

A Garça Pantaneira
A Garça Branca Matogrossense
Levanta o v√īo do Pantanal
N√£o sei se foi pro estado de Minas
Se foi pro estad√£o de Goi√°s

Só sei que aqui fiquei sozinho
Com muita vontade de ir atr√°s
Pra conhecer a nova morada
Da linda flor do meu Pantanal

Quem teve um grande amor nessa vida
Lembranças guarda no coração
Se este alguém regressar um dia
Darei meu amor, minha paix√£o

As √°guas claras do rio Bonito
Ficaram escuras para mim
Depois que meu amor foi embora
O meu cantar ficou triste assim

Só sei que aqui fiquei sozinho
Com muita vontade de ir atr√°s
Pra conhecer a nova morada
Da linda flor do meu Pantanal

Quem teve um grande amor nessa vida
Lembranças guarda no coração
Se este alguém regressar um dia
Darei meu amor, minha paix√£o

Do Mundo Nada Se Leva
Quando estou viajando cruzando campos e serras 
Meu coração se alegra se passo por minha terra
O rincão é mais florido a natureza é mais bela
Gosto de minha querência por ser risonha e florida
Onde vive em crian√ßa a minha inf√Ęncia querida
Não sai de minha lembrança aquela gente amiga

Vamos sorrir e cantar quem est√° triste se alegre
A nossa vida é curta do mundo nada se leva
A nossa vida é curta do mundo nada se leva

Vida triste ou vida alegre a vida do cancioneiro
Sorrindo às vezes com mágoa cantando com desespero
Bebendo de todas √°guas do nosso ch√£o brasileiro
Sendo triste ou sendo alegre eu adoro minha lida
Cantando que conheci a minha prenda querida
Viverá sempre comigo o resto de minha vida 

Vamos sorrir e cantar quem est√° triste se alegre
A nossa vida é curta do mundo nada se leva
A nossa vida é curta do mundo nada se leva

Viva A Vida! / O Tropeiro

Quebrei a taça da amargura 
Atirei seus pedaços ao vento
Gritei bem alto viva a vida!

O sol que andava meio ausente
Voltou a brilhar novamente 
Com o sorriso da mulher querida

As minhas l√°grimas secaram para sempre
Sua presença mandou a saudade embora
N√£o sinto mais essa ansiedade louca

Quando de amor estava quase morrendo 
Senti seus lábios para a vida me trazendo 
Com respiração de boca a boca

Só o amor vale tudo na vida 
Só o amor é a inspiração
Sem amor a esperança é perdida
Por amor escrevi esta canção

Eu sou tropeiro e adoro esta vida, a gente vai para onde quiser 
Não tenho amores querência nenhuma e nunca me prendo por uma mulher 
Ter liberdade um pingo de raça esta é a vida que sempre eu quis 
Levando a tropa eu vou pelo mundo vagando e cantando sou muito feliz

Muitas mulheres bonitas me querem, muitas promessas de amor recebi 
Mas meu destino é vagar pelo mundo sempre cantando sou muito feliz

Sonhei Com Você / Estrada Da Vida

Depois de muito tempo acordado j√° cansado de tanto sofrer
Esta noite eu dormi um pouquinho sonhei com você
Você apareceu em meu quarto e sorrindo me estendeu a mão
Se atirou em meus braços e beijou-me com emoção

E matando a paixão recolhida num delírio de felicidade
Em soluço você me dizia amor que saudade

De repente em menos de minuto
Você se transformou num vulto e logo desapareceu
De repente em menos de um minuto
Você se transformou num vulto e logo desapareceu

Quando acordei n√£o te vi, que desespero
Minhas l√°grimas molharam a fronha do meu travesseiro
Meu bem como é maravilhoso sonhar com você
Amor como é triste acordar e não te ver

Nesta longa estrada da vida
Vou correndo e n√£o posso parar
Na esperança de ser campeão
Alcançando o primeiro lugar
Na esperança de ser campeão
Alcançando o primeiro lugar

Mas o tempo cercou minha estrada
E o cansaço me dominou
Minhas vistas se escureceram
E o final da corrida chegou

Este é o exemplo da vida
Para quem n√£o quer compreender
Nós devemos ser o que somos
Ter aquilo que bem merecer
Nós devemos ser o que somos
Ter aquilo que bem merecer

Mas o tempo cercou minha estrada
E o cansaço me dominou
Minhas vistas se escureceram
E o final desta vida chegou

Mķsicas do Šlbum Atravessando Gera√ß√Ķes (MJR 029) - (2008)

Nome Compositor Ritmo
Vontade Dividida Ronery / José Raimundo Balanço
Solidão José Rico / Cristovan Rei Balanço
O Último Julgamento Léo Canhoto Balanço
Majestade A Mulher Alexandre / Darci Rossi Balada
Tristeza José Mendes Rasqueado
Decida Airo Rancheira
O Dia Da Vitória Alexandre / César Augusto Batidão
De Longe Também Se Ama / Dê Amor Para Quem Te Ama José Rico / Jair Silva Cabral - Peão Carreiro / José Rico Rancheira
A Carta √Ālvaro Socci / Claudio Motta Balan√ßo
Anjo Loiro Piska / Alexandre / Rick Chamamé
A Garça Pantaneira José Rico Chamamé
Do Mundo Nada Se Leva Belmonte / Jorge Paulo Carrilh√£o
Viva A Vida / O Tropeiro Chrysostomo / Jos√© Raimundo ‚Äď Adapta√ß√£o: Capit√£o Furtado Corrido
Sonhei Com Você / Estrada Da Vida José Rico / Vicente Dias - José Rico Balanço / Rancheira
Compartilhe essa pŠgina
Aprenda a tocar viola, acesse Apostila de Viola Caipira Material de qualidade produzido por Jo„o Vilarim