Sonhei Com Você - Trilha Do Filme (CHANTECLER 207405322) - (1990) - Milionário e José Rico

Tema De Nossa Senhora Aparecida 
Instrumental

Sonhei Com Você
Depois de muito tempo acordado j√° cansado de tanto sofrer
Esta noite eu dormi um pouquinho sonhei com você
Você apareceu em meu quarto e sorrindo me estendeu a mão
Se atirou em meus braços e beijou-me com emoção

E matando a paixão recolhida num delírio de felicidade
Em soluço você me dizia amor que saudade

De repente em menos de minuto
Você se transformou num vulto e logo desapareceu
De repente em menos de um minuto
Você se transformou num vulto e logo desapareceu

Quando acordei n√£o te vi, que desespero
Minhas l√°grimas molharam a fronha do meu travesseiro
Meu bem como é maravilhoso sonhar com você
Amor como é triste acordar e não te ver

Minha Volta / Estrada Da Vida
Eu preciso contar a verdade n√£o adianta a gente esconder
Um bom filho quando sai de casa sofre tanto pra sobreviver
Os costumes s√£o bem diferentes e a gente sofre tanto e como sofre
As pancadas do mundo doem tanto mas a gente precisa aprender

Eu voltei pra rever os amigos de inf√Ęncia¬†
Que me incentivaram com força e esperança
Pra que eu fosse o artista que sou.
Eu voltei lutei bastante, fui honesto e venci
Apanhei da vida mas as li√ß√Ķes eu aprendi
Só me resta com meu hino agradecer
 
Nesta longa estrada da vida
Vou correndo e n√£o posso parar
Na esperança de ser campeão
Alcançando o primeiro lugar
Na esperança de ser campeão
Alcançando o primeiro lugar

Mas o tempo cercou minha estrada
E o cansaço me dominou
Minhas vistas se escureceram
E o final da corrida chegou

Este é o exemplo da vida
Para quem n√£o quer compreender
Nós devemos ser o que somos
Ter aquilo que bem merecer
Nós devemos ser o que somos
Ter aquilo que bem merecer

Mas o tempo cercou minha estrada
E o cansaço me dominou
Minhas vistas se escureceram
E o final desta vida chegou

Sozinho Na Estrada
Em meu carro vou em disparada 
Na longa estrada de um lido passado 
Imprimindo mais velocidade 
Eu sinto saudade de um bem amado
Quantas vezes passei nesta estrada 
Com ela sentada no banco ao meu lado

Agora só ouço o bando do carro vazio 
Nas noites de frio só ouço o motor 
Meu Deus, como é triste a calada da noite 
Que falta eu sinto do meu grande amor

Nesta longa jornada da vida 
Estrada comprida de tanta ilusão 
Encontrei um alguém de repente 
E dei de presente o meu coração
Hoje volto no mesmo caminho 
Curtindo sozinho a desilus√£o

Agora só ouço o bando do carro vazio 
Nas noites de frio só ouço o motor 
Meu Deus, como é triste a calada da noite 
Que falta eu sinto do meu grande amor

Viva A Vida
Quebrei a taça da amargura 
Atirei seus pedaços ao vento
Gritei bem alto viva a vida!

O sol que andava meio ausente
Voltou a brilhar novamente 
Com o sorriso da mulher querida

As minhas l√°grimas secaram para sempre
Sua presença mandou a saudade embora
N√£o sinto mais essa ansiedade louca

Quando de amor estava quase morrendo 
Senti seus lábios para a vida me trazendo 
Com respiração de boca a boca

Só o amor vale tudo na vida 
Só o amor é a inspiração
Sem amor a esperança é perdida
Por amor escrevi esta canção

Tema Bolero
Instrumental

Sonho De Um Caminhoneiro
Eram dois amigos insepar√°veis lutando pela vida e o p√£o
Levando um sonho de cidade em cidade de serem donos de seu caminh√£o
Com muita luta e sacrifício para pagar em dia a prestação
Se realizava o sonho finalmente, o empregado passa a ser patr√£o

Suas viagens eram intermináveis de cansaço, de poeira e chão
E um dos amigos, um recém casado ia ser pai do primeiro varão
Com alegria vinham pela estrada n√£o vendo a hora de chegar
E o caminhoneiro disse ao amigo vou lhe dar meu filho para batizar

Mas o destino cruel e traiçoeiro marcou a hora e o lugar
A chuva fina e a pista molhada com uma carreta foram se chocar
Mas como todos tem a sua sina, um a morte não levou 
E agonizante no braços do amigo disse vá conhecer meu filho porque eu não vou

Naquela curva a beira da estrada, uma cruz ao lado do pinheiro
Marca pra sempre onde foi ceifada a vida e o sonho de um caminhoneiro
Com a morte do companheiro a saudade vai chegar
Aqueles bons e velhos tempos nunca mais ir√£o voltar

Mas o destino cruel e traiçoeiro marcou a hora e o lugar
A chuva fina e a pista molhada com uma carreta foram se chocar
Mas como todos tem a sua sina, um a morte não levou 
E agonizante no braços do amigo disse vá conhecer meu filho porque eu não vou

Saudade De Minha Terra
De que me adianta viver na cidade se a felicidade n√£o me acompanhar
Adeus paulistinha do meu coração lá pro meu sertão eu quero voltar
Ver a madrugada quando a passarada fazendo alvorada começa a cantar
Com satisfação arreio o burrão cortando o estradão saio a galopar
E vou escutando o gado berrando sabi√° cantando no jequitib√°

Por Nossa Senhora meu sert√£o querido vivo arrependido por ter te deixado
Esta nova vida aqui da cidade de tanta saudade eu tenho chorado
Aqui tem alguém diz que me quer bem, mas não me convém eu tenho pensado
Eu digo com pena, mas esta morena n√£o sabe o sistema que eu fui criado
T√ī aqui cantando de longe escutando algu√©m est√° chorando com o r√°dio ligado

Que saudade imensa do campo e do mato do manso regato que corta as campinas
Aos domingos eu ia passear de canoa nas lindas lagoas de √°guas cristalinas
Que doce lembrança daquelas festanças onde tinha danças e lindas meninas
Eu vivo hoje em dia sem ter alegria o mundo judia, mas também ensina
Estou contrariado, mas n√£o derrotado eu sou bem guiado pelas m√£os divinas

Pra minha m√£ezinha j√° telegrafei e j√° me cansei de tanto sofrer
Nesta madrugada estarei de partida pra terra querida que me viu nascer
J√° ou√ßo sonhando o galo cantando o nhamb√ļ piando no escurecer
A lua prateada clareando as estradas a relva molhada desde o anoitecer
Eu preciso ir pra ver tudo ali foi l√° que nasci l√° quero morrer

Entrevista
J√° me perguntarem em v√°rias entrevistas
Se aqui tenho tudo e sou t√£o triste assim
As vezes não respondo faço papel de mudo
De que vale ter tudo e n√£o ser feliz

Sou um pobre ser com a alma ferida
Se dei valor a vida por que tive um bem
Foi minha loucura esta criatura
E sem querer a perdi para um outro alguém

Por esta raz√£o me afastei de tudo
Longe das maldades que esta gente faz
Não façam perguntas por favor eu peço
Me concedam o direito de viver em paz

Paix√£o De Um Homem
Amigo, por favor leve esta carta
E entregue àquela ingrata 
E diga como estou
Com os olhos rasos d'√°gua
O coração cheio de mágoa 
Estou morrendo de amor

Amigo, eu queria estar presente
Para ver o que ela sente 
quando alguém fala em meu nome
Eu n√£o sei se ela me ama
Eu só sei que ela maltrata
O coração de um pobre homem

Amigo, se esta cartinha falasse
Pra dizer àquela ingrata
Como está meu coração
Vou ficar aqui chorando
Pois um homem quando chora
Tem no peito uma paix√£o
Vou ficar aqui chorando
Pois um homem quando chora
Tem no peito uma paix√£o

Jornada Da Vida
Amigos meus 
Eu me encontro de volta na estrada
De retorno eu n√£o trouxe nada
A não ser o cansaço do tempo

O passado me traz ao presente
No futuro pensei novamente
Mas confesso j√° n√£o sei quem sou eu

No meu mundo por onde eu andei
Boas sementes com carinho plantei
Pra que outros possam colher

Com esta jornada da vida
Minha miss√£o j√° est√° cumprida
Só espero um presente de Deus

Berço De Deus
Amigo irm√£o n√£o zombe da natureza
Existem tantas belezas pra gente contemplar
Se me seguir passo lente por onde vou 
Com carinho e muito amor posso lhe mostrar

Em cima da terra, no fundo do mar
Existe um tesouro pra gente desfrutar
Em cima da terra, no fundo do mar
Existe um tesouro pra gente desfrutar

Amigo irm√£o, ame os campos, os rios, as matas, os p√°ssaros
e tudo aquilo que se move sobra a terra.
Pois tudo isso é a natureza.

Amigo irm√£o, o verde nasce na terra
O azul do céu desce a serra num desenho magistral
Olhai os campos que cercam o horizonte
Eis o berço fulgurante do Pai celestial

Em cima da terra, no fundo do mar
Existe um tesouro pra gente desfrutar
Em cima da terra, no fundo do mar
Existe um tesouro pra gente desfrutar

Mķsicas do Šlbum Sonhei Com Voc√™ - Trilha Do Filme (CHANTECLER 207405322) - (1990)

Nome Compositor Ritmo
Tema De Nossa Senhora Aparecida D.P. Instrumental
Sonhei Com Você José Rico / Vicente Dias Balanço
Minha Volta / Estrada Da Vida José Rico Rancheira
Sozinho Na Estrada Waldemar De Freitas Assunção / Marciano Rancheira
Viva A Vida Chrysostomo / José Raimundo Corrido
Tema Bolero D. P. Instrumental
Sonho De Um Caminhoneiro Chico Valente / Neil Bernardes Balanço
Saudade Da Minha Terra Goi√° / Belmonte Rasqueado
Entrevista Ponteiro / Jos√© Rico Guar√Ęnia
Paix√£o De Um Homem Waldick Soriano Bolero
Jornada Da Vida José Rico Rancheira
Berço De Deus Rico / Dino Franco Balada
Compartilhe essa pŠgina
Aprenda a tocar viola, acesse Apostila de Viola Caipira Material de qualidade produzido por Jo„o Vilarim